Home > Campeonato Brasileiro Série B > Com eficiência, Xavante bate Criciúma e respira na Série B

Com eficiência, Xavante bate Criciúma e respira na Série B

Depois de perder para o ABC, fora de casa, e empatar sem gols com o Boa Esporte, em casa, o Brasil-Pel flertou com o Z-4. O Xavante entrou na 19ª rodada da Série B rodada em 16°  lugar. Na noite desta sexta-feira (4), o Rubro-Negro venceu o Criciúma por 2 a 1 no Heriberto Hülse, no sul catarinense, e deu uma respirada na tabela.

Com o resultado, o Brasil ganhou duas posições na tabela, subindo para o 14º lugar, com 24 pontos. Já o Tigre, que queria entrar no G-4, se manteve na nona posição, com 26.

Durante todo o jogo a tônica jogo foi a mesma, com o Criciúma pressionando. Nos primeiros 45 minutos, o Criciúma criou pelo menos cinco boas chances de gol, e colocou duas bolas na trave, com Silvinho. No quarto jogo do técnico Clemer no comando do Brasil, a equipe jogava fechada e buscava os contra-ataques. E foi dessa dessa forma que o Xavante chegou ao primeiro gol, com Lincom, aos 31 do primeiro tempo. O atacante aproveitou rebote e acertou lindo chute de fora da área.

Na etapa complementar, o Tigre foi para cima de vez. Tentando empurrar os gaúchos para o seu campo defensivo, o time de Luiz Carlos Winck deu espaços na defesa. Mas o Brasil acertou mais um ataque cirúrgico e fez o segundo gol. contra-ataque, dessa vez com Éder Sciola, aos 9 minutos. O lateral-direito recebeu assistência de Marcinho e chutou na saída do goleiro Luis. 2 a 0.

De tanto pressionar, o Tigre diminuiu em gol contra de Teco, que tentou cortar cruzamento e deu uma rosca para trás. Eram jogados 22 minutos do segundo tempo. Quase no fim, Marcinho ainda quase ampliou para o Xavante, de cabeça,  após cruzamento de Sciola.

Criciúma 1 x 2 Brasil-Pel
Ficha Técnica
Local: Estádio Heriberto Hulse – Criciúma (SC)
Arbitragem: Francisco Carlos do Nascimento (AL), auxiliado por Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Wagner José da Silva (AL)
Gols: Teco 22′ 2T (contra) (C); Lincom 31′ 1T, Éder Sciola 9′ 2T (B)
Cartões amarelos: Jonatan Lima, Edson Borges (C); Leandro Leite, Marcinho (B)
Público: 2.287 pessoas/Renda: R$ 55.750,00

Criciúma: Luiz; Diogo Mateus Nino, Edson Borges e Márcio Goiano; Jonatan Lima (Erick Flores), Ricardinho e Douglas Moreira; Caio Rangel (Fabinho Alves depois Alex Maranhão), Lucão e Silvinho. Técnico: Luiz Carlos Winck.

Brasil: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Breno; Leandro Leite, João Afonso (Ednei) e Itaqui (Nem); Marcinho, Lincom (Misael) e Juninho. Técnico: Clemer.

Foto: Carlos Insaurriaga/GE Brasil

Leave a Reply