Home > Campeonato Brasileiro Série A > Com pênalti polêmico no final, Grêmio é derrotado pelo Bahia

Com pênalti polêmico no final, Grêmio é derrotado pelo Bahia

Em mais jogo com atuação abaixo da crítica, o Grêmio perdeu novamente no segundo turno do Brasileirão. Na segunda parte do campeonato nacional, o Tricolor foi derrotado em quatro das seis partidas. Além disso está há três jogos sem marcar gols no Brasileirão. Na noite deste domingo (24), o Grêmio perdeu por 1 a 0 para o Bahia, com gol de pênalti polêmico na Arena Fonte Nova, em Salvador. Rodrigão cobrou e deu a vitória para os baianos.

Com resultado, o Grêmio permaneceu com 43 pontos, viu a vantagem para o líder Corinthians subir para 11 e ainda perdeu a vice-liderança da competição para o Santos. Já o Bahia subiu aos 30 pontos, 13° lugar, abrindo dois para o São Paulo, primeiro time dentro da zona de rebaixamento.

O time de Renato Portaluppi voltará a campo no próximo domingo, dia 1°/10, contra o Fluminense, na Arena. Enquanto que o Bahia joga no sábado, às 16h, novamente na Fonte Nova, contra o Coritiba em duelo direto contra o rebaixamento.

O jogo

Logo no primeiro minuto, Paulo Victor protagonizou um lance duvidoso. Após cruzamento de Eduardo pela direita, o goleiro do Grêmio agarrou a bola em cima da linha e teve de se contorcer para não passar a linha do gol. Já aos 14 minutos foi a vez de Mendoza quase abrir o placar para o Bahia. O colombiano chutou de fora da área, a bola ainda desviou em Vinícius antes de passar muito próxima à trave esquerda gremista.

Depois da agitação dos primeiros minutos, o jogo ficou morno. Ambas equipes concentraram seu jogo no meio-campo e enfrentavam dificuldades para furar o bloqueio adversário. O Bahia só foi conseguir chegar com perigo novamente à meta adversária aos 33 minutos, em chute de Juninho, que viu a bola ainda bater em Bressan antes de ir para a linha de fundo. Logo em seguida, após cobrança de escanteio, Paulo Victor fez excelente defesa após Edson cabecear firme para o gol.

Embora o Grêmio tenha permanecido mais com a bola na etapa inicial, faltava capricho na hora de concluir a gol. Já o Bahia seguiu tentando aproveitar as poucas oportunidades que tinha com a bola no pé. Antes do apito final, aos 46 minutos, Edílson, em cobrança de falta, soltou a bomba, forçando mais uma boa defesa.

No segundo tempo pouca coisa mudou. Enquanto o Grêmio detinha maior posse de bola, o Bahia seguia cometendo muitos erros em campo, principalmente na hora de trocar passes. Desta forma, os donos da casa só foram assustar os rivais aos 18 minutos, em cobrança de falta de Juninho, que mandou no ângulo direito de Paulo Victor, mas viu a bola sair pela linha de fundo, passando muito próxima do gol.

Como resposta, aos 25 minutos, o Grêmio esteve muito próximo de abrir o placar após grande jogada de Everton, que carregou pela esquerda, se livrou da marcação e cruzou fechado para a pequena área, porém, Lucas Fonseca estava ligado e cortou a bola, quase jogando contra o próprio gol.

Já aos 31 minutos, em outro bom lance que saiu dos pés de Everton, Patrick bateu de dentro da área e carimbou o travessão. Na sobra, Fernandinho finalizou sem oferecer grandes problemas ao goleiro Jean.

Aos 51 minutos do segundo tempo, Edílson e Allione entraram na área lado a lado, o lateral gremista escorregou, mas não encostou no avante argentino, que caiu sozinho. Ainda assim, o árbitro Luiz Flavio de Oliveira marcou pênalti. Na cobrança, Rodrigão mandou no canto esquerdo de Paulo Victor e definiu o placar.

 

Bahia 1 x 0 Grêmio
Ficha Técnica
Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Arbitragem: Luiz Flavio de Oliveira (FIFA/SP), auxiliado por Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA/SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP/CBF)
Gols: Rodrigão 51′ 2T
Cartões amarelos: Eduardo, Lucas Fonseca, Edson, Mendoza (B); Michel, Arroyo, Bressan (G)
Público: 12.789 pagantes (13.102 presentes)/Renda: R$ 177.868,00

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson e Juninho; Zé Rafael (Edigar Junio), Vinícius (Allione) e Stiven Mendoza (Régis); Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande.

Grêmio: Paulo Victor; Edilson, Bressan, Kannemann e Cortez; Michel, Arthur, Fernandinho (Léo Moura), Ramiro (Patrick) e Arroyo (Everton); Jael. Técnico: Renato Portaluppi.

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia/Divulgação

Leave a Reply