Home > Copa Paulo Sant´Ana > Aimoré bate Ypiranga nos pênaltis e avança à semifinal da Copa Paulo Sant’Ana

Aimoré bate Ypiranga nos pênaltis e avança à semifinal da Copa Paulo Sant’Ana

O Aimoré está a dois jogos de disputar uma competição nacional pela primeira na sua história de 81 anos. Na partida de volta das quartas de final, disputada na tarde desta segunda-feira, dia 2 de outubro, Ypiranga e Aimoré empataram por 1 a 1 no Colosso da Lagoa, em Erechim. O placar foi o mesmo do jogo de ida, em São Leopoldo, o que levou a decisão para os pênaltis. O Índio Capilé foi melhor que o Canarinho nas penalidades e venceu por 4 a 3. Na semifinal da Copa Paulo Sant’Ana, o Capilé encara o Pelotas.

A Copa Paulo Sant’Ana distribui vagas na Série D do Brasileiro e na Copa do Brasil. O campeão escolhe a competição que quer disputar, cabendo ao vice a outra. A semifinal será disputada nos dias 8, na Boca do Lobo, e no dia 15 de outubro, no Cristo Rei. No outro lado da chave, Cruzeiro e São José se enfrentam.

O Canarinho abriu o marcador aos 26 minutos do primeiro tempo, com Guilherme Parede concluindo o cruzamento vindo da direita. O escore classificava o Ypiranga após o empate por 1 a 1 no Cristo Rei.

No segundo tempo, o técnico aimoresita Fabiano de Borba realizou todas as trocas possíveis e mandou o time para cima. A estratégia de Borba foi colocar o centroavante Giovani no lugar de Gean para explorar as jogadas aéreas. Aos 44 minutos, o Índio levantou a bola na área e o atacante de 1,88m cabeceou para igualar o placar. 1 a 1. O empate levou para as cobranças de pênaltis.

Nos pênaltis, o Ypiranga marcou com Parede, Safira e Michel, enquanto o arqueiro do Aimoré Nicolas defendeu as cobranças de Talles Cunha e Daniel. Para a equipe de São Leopoldo anotaram Feijão, Giovani, Faísca e Brandão. Luís Henrique teve a batida defendida por Gritti.

Ypiranga 1 (3) x (4) 1 Aimoré
Ficha Técnica
Local: Estádio Colosso da Lagoa, em Erechim
Arbitragem: Eleno Todeschini, auxiliado por André da Silva Bittencourt e Claiton Timm.
Gols: Parede 26′ 1T (Y); Giovani 44′ 2T (A)

Ypiranga: Gritti, Fábio, Negretti, Everton, Pedra (Michel), Rennan, Parede, Daniel, Paraíba (Safira), Wilian Koslowski (Tairone) e Talles Cunha. Técnico: Hélio Vieira.

Aimoré: Nicolas, Feijão, Luis Henrique, Centeno, Tiago Alemão (Moacir); Digaô (Filipe), Faísca, Gean (Giovani), Elton; Brandão e Nuno (Thiaguinho). Técnico: Fabiano de Borba.

Pênaltis
Ypiranga
1 – Talles Cunha – Nicolas defendeu 0 x 0
2 – Parede – gol 1 x 1
3 – Safira – gol 2 x 1
4 – Daniel – Nicolas defendeu 2 x 2
5 – Michel – gol 3 x 3

Aimoré
1 – Feijão – gol 0 x 1
2 – Luis Henrique – defendeu Gritti – 1 x 1
3 – Giovani – gol 2 x 2
4 – Faísca – gol 2 x 3
5 – Brandão – gol 3 x 4

Foto: Ypiranga FC/Divulgação

Leave a Reply