Home > Campeonato Brasileiro Série B > Em jogo quente, Inter bate o Brasil-Pel no Beira-Rio

Em jogo quente, Inter bate o Brasil-Pel no Beira-Rio

Em um jogo quente, com 11 cartões amarelos e um vermelho, o Internacional venceu o Brasil de Pelotas por 1 a 0 nesta segunda-feira, dia 9 de outubro, no Estádio Beira-Rio. Na partida que abriu a 29ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, Leandro Damião anotou o único tento aos 50 minutos do primeiro tempo.

Com mais esses três pontos, o Colorado soma nove vitórias seguidas dentro de casa, pula para 57 e abre novamente seis pontos em relação ao segundo colocado da Série B, o América-MG. O próxima parada no caminho rumo ao acesso será contra o Boa Esporte, na terça -feira, dia 17, às 19h15min, em Varginha. De acordo com cálculos do técnico Guto Ferreira, faltam quatro vitórias para confirmar o regresso à Série A. Já o Rubro-Negro fica na 9ª posição, com 37 pontos, mas a distância em relação ao primeiro integrante do Z-4 – O Figueirense – pode cair para apenas dois pontos no complemento da rodada. Na 30ª partida, o Xavante recebe o América-MG, no Bento Freitas, também na terça-feira, mais tarde, às 20h30min.

O jogo

Leandro Damião marcou seu sexto gol na Série B. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Leandro Damião marcou seu sexto gol na Série B. Foto: Ricardo Duarte/Internacional

O quarto duelo entre as equipes em 2017 começou quente. Com um minuto de partida, o rubro-negro Marlon fez uma falta dura em William Pottker. O atacante colorado se irou e foi para cima do adversário, tendo que ser contido pelos companheiros de equipe. Os dois receberam cartão amarelo, um pela falta e o outro pelo comportamento.

Com o jogo em suas mãos, o Inter criou sua primeira chance de gol aos 10 minutos. Edenílson lançou William Pottker, que recebeu na entrada da área e finalizou. O goleiro Marcelo Pitol deu rebote, que ficou com Pottker. O atacante colorado driblou o guarda-redes, mas ele deixou a bola escapar na hora da conclusão e chutou na rede pelo lado de fora.

O Brasil, comandado pelo ex-colorado Clemer jogava fechado e apostava nos contragolpes. Sem espaço para entrar na área, o Inter resolveu arriscar finalizações de fora da área. Primeiro, aos 20 minutos, com Charles chutou bem longe da goleira. Dez minutos mais tarde, William Pottker recebeu na direita, puxou para o meio e finalizou com força, mas a bola subiu muito.

Somente aos 36 minutos, o Brasil chutou pela primeira vez contra a meta defendida por Danilo Fernandes. Marcinho puxou um contra-ataque rápido pela esquerda e tocou para João Afonso na entrada da área, mas a conclusão do ex-volante do Inter foi fraca. O goleiro Danilo Fernandes defendeu com tranquilidade no meio do gol.

O Inter voltou a atacar com Pottker, que recebeu de Sasha e cruzou rasteiro, porém, Leandro Damião chutou pressionado pela marcação e arrematou longe do gol. Aos 45 minutos, D’Alessandro cobrou escanteio na esquerda, o zagueiro Victor Cuesta subiu sozinho no meio da área e cabeceou na trave esquerda de Pitol. Quase gol do Inter.

Diante da intensa cera dos jogadores da equipe pelotense, o árbitro goiano Elmo Alves Resende Cunha assinalou cinco minutos de acréscimo. E foi justamente na marca dos 50 minutos que o Colorado achou o gol da vitória. Em falta pelo lado canhoto, D’Alessandro cobrou na primeira trave, Leandro Damião se adiantou e cabeceou para trás e bola morreu no fundo do gol de Marcelo Pitol.

Segundo tempo: expulsão de Sasha e pressão colorada

Os dois times retornaram para a segunda etapa sem alterações e o jogo continuou pegando fogo. Aos 4 minutos, o zagueiro xavante Teco recebeu cartão amarelo e aos 6 minutos, o atacante colorado Eduardo Sasha fez falta dura em Éder Sciola e foi expulso diretamente. Em superioridade numérica, o técnico Clemer abriu o time em busca do empate: o volante João Afonso deu lugar ao meia Rafinha.

Mas a estratégia de Clemer não surtiu muito efeito e foi o Inter que teve as grandes chances de gol da etapa. Aos 13 minutos, Danilo Silva mandou um balão para a área, Leandro Damião dominou na esquerda, passou pelo marcador e chutou com força, mas o goleiro Marcelo Pitol deu um tapa e na sequência a bola explodiu na trave direita, tirando um “uh” da torcida colorada.

Em uma das parcas chegadas do Brasil, Rafinha levou a bola até a entrada da área e concluiu rasteiro para a defesa tranquila do goleiro Danilo Fernandes. Para dar um descanso para o capitão D´Alessandro, Guto mandou a campo Camilo em seu lugar. Aos 28 minutos, William Pottker fez bela jogada pela direita, passou por três marcadores, invadiu a área, mas Marcelo Pitol conseguiu fechar o ângulo e Pottker chutou em cima do arqueiro rubro-negro.

Dois minutos depois, Pottker ganhou de Rafinha no meio campo e arrancou em contra-ataque. O camisa 99 tocou para o lateral direito Claudio Winck, que entrava livre na área pela direita, chutar com força na trave esquerda. Foi a terceira bola que o Inter acertou no poste xavante.

Aos 35 minutos, Nico López, que substituiu Leandro Damião, recebeu na esquerda e cruzou para Camilo. O meia bateu de primeira, mas o goleiro Marcelo Pitol excelente defesa no canto direito. O Inter queria mais e aos 44 minutos, Nico López foi lançado em contra-ataque, passou pelo marcador e ia fazendo um golaço encobrindo o goleiro Marcelo Pitol, mas a bola desviou no zagueiro e saiu pela linha de fundo. Assim como na etapa inicial, o árbitro deu mais cinco minutos de jogo por causa das paradas, mas não havia tempo para mais nada. Vitória colorada no Beira-Rio: 1 a 0.

Ouça o gol de Leandro Damião na narração de Cleisson Moraes, comentário de Adriano Garcia e reportagem de Rodrigo Aliardi.

 

Entrevista de Roberto Melo

 

Entrevista de Guto Ferreira

 

Internacional 1 x 0 Brasil-Pel
Ficha Técnica
Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Arbitragem: Elmo Alves Resende Cunha, auxiliado por Bruno Raphael Pires e Cristhian Passos Sorence (trio de Goiânia).
Gol: Leandro Damião 50′ 1T
Cartões amarelos: William Pottker, Víctor Cuesta, Edenilson (I); Marlon, Calyson, João Afonso, Marcelo Pitol, Marcinho, Teco, Leandro Camilo, Leandro Leite (B).
Cartão vermelho: Eduardo Sasha (I).
Público: 21.186 pagantes (24.816 presentes)/Renda: R$ 523.507,00.

Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenilson e D’Alessandro (Camilo); William Pottker, Leandro Damião (Nico López) e Eduardo Sasha. Técnico: Guto Ferreira.

Brasil-Pel: Marcelo Pitol; Éder Sciola, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, João Afonso (Rafinha), Calyson e Marcinho; Misael (Juninho) e Lincom (Cassiano). Técnico: Clemer.

Leave a Reply