Home > Copa São Paulo de Futebol Júnior > Gigante do arco colorado brilha nos pênaltis e Inter avança na Copa SP

Gigante do arco colorado brilha nos pênaltis e Inter avança na Copa SP

Com uma atuação destacada do goleiro Carlos Miguel o Internacional avançou à terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior. Nesta quinta-feira (11), o Colorado venceu o XV de Jaú nos pênaltis por 4 a 3 após empatar por 1 a 1 nos 90 minutos.

Atuando no Estádio Breno Ribeiro do Val, em Osvaldo Cruz (SP), o arqueiro colorado de 19 anos e 2,04m defendeu dois pênaltis cobranças de Gustavo e Renan e garantiu a classificação do time gaúcho, tornando-se o herói do clube gaúcho, que segue em frente na competição. Os gols no tempo regulamentar minutos foram marcados por Brenner, para o Inter, e Gustavo, para o XV.

O adversário do Inter na terceira fase será o vencedor da partida entre Atlético-GO e Boa Vista-RJ. As duas equipes se enfrentam logo mais, às 19h (de Brasília), no Estádio Alonsão, em Tupã.

O jogo

Depois de um início equilibrado, o Colorado abriu o placar aos 10 minutos. Netto fez grande jogada pela direita, carregou até a linha de fundo e cruzou rasteiro para a pequena área. Lá estava posicionado o centroavante Brenner, que dominou e mandou para o fundo do gol.

Aos 24 minutos, Vitinho recebeu dentro da área, passou pela marcação e bateu com força cruzado. A bola passou rente à trave direita de Matheus.

Em contra-ataque rápido pela esquerda, o XV de Jaú perdeu boa chance de empatar. O atacante Will recebeu, carregou até a entrada da área, mas na hora da conclusão o jogador pegou mal na pelota e chutou em cima do goleiro Carlos Miguel.

A resposa do Internacional foi rápida. Aos 37 minutos, em cobrança de falta, Eduardo bateu forte e a bola passou muito perto do travessão paulista. Dois minutos depois, Vitinho arriscou da entrada da área e o goleiro Matheus defendeu em dois tempos.

O XV de Jaú chegou ao empate no final da primeira etapa. Na reposição do goleiro Matheus, Thiago armou contra-ataque pela direita disparou em velocidade, passou por Richard e foi puxado por Eduardo na área. O árbitro assinalou a penalidade máxima. Gustavo bateu no canto direto e converteu o pênalti em gol, empatando a partida aos 42 minutos. O goleiro Carlos Miguel até acertou o canto do chute, mas não alcançou a bola.

Um minuto depois de empatar, o XV de Jaú quase virou. Na entrada da área, Wil tabelou com Cris Japa concluiu de primeira sob a meta defendida pelo goleiro Carlos Miguel.
Aos 47 minutos, Vitinho recebeu de Brenner, invadiu a área, mas no momento da conclusão teve o chute travado por Balotelli.

Na volta para a segunda etapa, o técnico Fabio Matias substituiu Alan Carlo por Juliano. Logo no primeiro minuto, o Inter quase passou a frente. Em ataque pela direita, Leandro Córdova tocou para Netto, que entrou na área, e bateu cruzado para a defesa do goleiro Matheus.

Aos 11 minutos, o XV de Jaú respondeu. Em jogada de Gustavo, o atleta cruza forte para a área. A bola desviou em Bruno Fuchs e quase foi contra a própria meta. Seis minutos depois, Wil passou por Bruno Fuchs e cruzou rasteiro para Thiago, que concluiu para fora.

Com 23 minutos, o atacante Pedro Lucas, que entrou no lugar de Vitinho, perdeu um gol inacreditável. Weverton fez jogada pela direita e cruzou na pequena área, mas o avante chutou por cima do gol.

Em outra oportunidade, aos 28 minutos, o Inter puxou contra-ataque de três contra três, Netto tocou para Pedro Lucas, na área. O atacante passou para Richard, que concluiu por cima do gol.

Perto do final, Bruno José criou duas boas chances de gol. A primeira aos 39 minutos, quando chutou com força de fora da área e a bola passou perto do gol. Depois, aos 46 da segunda etapa, em lance que Weverton cobrou o lateral para a área, Pedro Lucas desviou para trás para Bruno José, que foi travado no momento da conclusão.

Com o empate, a vaga foi decidida em cobranças de pênaltis. O Internacional começou cobrando com Juliano, que marcou. Na sequência, Carlos Miguel defendeu o chute de Gustavo. Na segunda cobrança do Inter, Netto fez o segundo do colorado. Depois, Gian fez o primeiro do XV de Jaú. Bruno Fuchs ampliou a vantagem do Inter. Cris Japa descontou para o XV de Jaú. Weverton fez 4 a 2 para o time gaúcho e Cristiano fez o terceiro do XV. Da Silva poderia garantir a classificação, mas Matheus defendeu o chute. O lateral Renan foi para a última cobrança e Carlos Miguel defendeu, garantindo o Inter na terceira fase.

Copa São Paulo – 2ª fase
Internacional 1 (4) x (3) 1 XV de Jaú
Ficha Técnica
Local: Estádio Breno Ribeiro do Val, em Osvaldo Cruz (SP)
Arbitragem: Paulo Sergio dos Santos, auxiliado por Diego Morelli de Oliveira e Angelo Henrique Zamboni
Gols: Brenner 10′ 1T (I); Gustavo 42′ 1T (XV)
Cartões amarelos: Weverton, Roberto (I); Paulo César (XV)

Internacional: Carlos Miguel; Leandro Córdova (Weverton), Bruno Fuchs, Roberto e Eduardo (Victor); Alan Carlos (Juliano), Vinícius, Vitinho (Pedro Lucas) e Richard (Bruno José); Netto e Brenner (Da Silva). Técnico: Fábio Matias.

XV de Jaú: Matheus; Renan Moura, Paulo César, Herick (João Victor) e Bruno Balotelli (Ceará); Gustavo, Cristiano e Japa; Will (Guilherme), Thiago Andrade (Gian) e Igor Limas (Renato). Técnico: Marcelo de Paula Pinheiro.

Pênaltis
Internacional
1 – Juliano gol 1 a 0
2 – Netto gol 2 a 0
3 – Bruno Fuchs gol 3 a 1
4 – Weverton gol 4 x 2
5 – Da Silva. Defendeu Matheus 4 a 3

XV de Jaú
1 – Gustavo. Defendeu Carlos Miguel 1 x 0
2 – Gian gol 2 x 1
3 – Japa gol 3 x 2
4 – Cristiano gol 4 a 3
5 – Renan. Defendeu Carlos Miguel 4 a 3.

Leave a Reply