Home > Copa Libertadores da América 2018 > Copa Libertadores da América 2018 – Primeira fase – Jogos de volta

Copa Libertadores da América 2018 – Primeira fase – Jogos de volta

Olimpia bate Wanderers e avança para pegar o Junior Barranquilla na Libertadores

Com um tricampeão não se brinca. Na noite desta sexta-feira (26), o Olimpia dominou a partida e venceu o Montevideo Wanderers por 2 a 0 no Defensores del Chaco pela partida de volta da primeira fase da Libertadores da América. Como o jogo de ida havia terminado com empate por 0 a 0 no Uruguai, os paraguaios avançaram para enfrentar o Junior Barranquilla na próxima fase.

Os gols olimpíadas saíram no segundo tempo. Aos 10 minutos, o colombiano Otálvaro cruzou da direita e o meia Néstor Camacho, que passou pelo Avaí em 2015, bateu de canhota e abriu o escore.

O Montevideo Wanderers não aguentou a pressão e levou o segundo gol aos 42 minutos. O argentino Rosales, ex-Racing, arrancou pela direita, cruzou para o meio, e o atacante Oscar Giménez sacramentou a classificação: 2 a 0.

O Olimpia volta a campo pela Libertadores na próxima quinta-feira, dia 1º. Recebe o Junior Barranquilla no Defensores del Chaco, às 22h30 (de Brasília). O jogo de volta contra os colombianos será na quinta-feira, dia 8, no Metropolitano de Barranquilla. Quem avançar no confronto encara Carabobo ou Guaraní-PAR. O classificado irá para o Grupo 8, que tem Palmeiras, Boca Juniors e Alianza Lima.

Olimpia 2 x 0 Montevideo Wanderers
Ficha Técnica
Local: Defensores del Chaco, Assunção, em Assunção (Paraguai)
Arbitragem: Fernando Rapallini, auxiliado por Gabriel Ghade e Cristian Navarro (trio da Argentina).
Gols: 55′ Néstor Camacho 10′ 2T e Oscar Giménez 42′ 2T
Cartões amarelos: Juan Patiño (O); Alejandro Villoldo (M)

Olimpia: Alfredo Aguilar, Sergio Otálvaro, Juan Patiño, José Leguizamón, Farid Díaz, Mauricio Cuero (Santiago Rosales), Rodrigo Burgos, Richard Sánchez (Richard Ortiz), William Mendieta, Néstor Camacho e Roque Santa Cruz (Oscar Giménez). Técnico: Daniel Garnero.

Montevideo Wanderers: Martín Rodríguez, Federico Barrandeguy, Damián Macaluso, Paulo Lima, Alejandro Villoldo, Adrián Colombino, Joaquín Noy, Manuel Castro (Rodrigo de Olivera), Rodrigo Rivero (Santiago Bellini), Ignacio González e Sergio Blanco. Técnico: Eduardo Espinel.

Tricampeão da América, Olimpia passou pelo Montevideo Wanderers na primeira fase (Foto: Andrés Cristaldo/EFE)

000_xz2i5

Deportivo Táchira eliminou o estreante Macará e segue na Libertadores (Foto: George Castellanos/AFP

A primeira aventura do pequeno Macará na Libertadores chegou ao fim. Na noite desta sexta-feira (26), Deportivo Táchira e Macará por 0 a 0, no Estádio Pueblo Nuevo, San Cristóbal. Pelo critério dos gols marcados fora de casa, os venezuelanos garantiram a classificação após o 1 a 1 no jogo de ida e avançaram para enfrentar o Santa Fe na segunda fase.

O Deportivo Táchira volta a campo na próxima quinta-feira, dia 1º, contra o Independiente Santa Fe, novamente em San Cristóbal, às 20h15 (de Brasília). A partida de volta é no El Campín, em Bogotá, no dia 8. Na terceira fase, quem avançar encara Santiago Wanderers ou Melgar. O classificado irá para o Grupo 4, que tem Flamengo, River Plate e Emelec.

Deportivo Táchira 0 x 0 Macará
Ficha Técnica
Local: Estádio Polideportivo de Pueblo Nuevo, San Cristóbal (Venezuela)
Arbitragem: Michael Espinoza, auxiliado por Victor Raez e Michael Orue (trio do Peru)
Cartões amarelos: Granados (DT); Corozo, Miers, Arboleda e Feraud (M)

Táchira: Beycker Velásquez; Manuel Granados, Daniel Benítez, Jan Carlos Vargas, Héctor Noguera; Luis Melo, Romeri Villamizar, Joel Infante (D. Gómez), Luis Chacón, Johan Moreno (Joynner Rivera), Sergio Almirón (Jonathan España). Técnico: Francesco Stifano.

Macará: Adonnis Pabón; Galo Corozo, Moisés Corozo, Marcos Miers, Leonel Quiñonez (Maicon Solís); Elvis Patta (Ricardo Acosta), José Cazares, Carlos Feraud (Diego Ávila), Carlos Arboleda, Ronald Champang, Juan Tévez. Técnico: Paúl Velez.

noticia-universitario-la-republica

Foto: EFE

Com gol no fim, o Oriente Petrolero confirmou a vaga na segunda fase da Libertadores da América. Como havia vencido a primeira partida em casa por 2 a 0, os verdolagas tinha vantagem do empate e até poderia ser derrotado por um gol de diferença. Na noite desta sexta-feira (26), o time de Santa Cruz de la Sierra perdeu por 3 a 1 para o Universitario, no Estadio Monumental, em Lima, mas graças ao gol marcado fora de casa garantiu a classificação.

Os gols de La U foram marcados por Aldo Corzo, um em cada tempo. Corzo ainda participou do terceiro gol, anotado por Daniel Chávez. Quando tudo se encaminhava para a classificação peruana, o Petrolero levantou a bola na área, o goleiro Gómez saiu muito mal e Paredes, de cabeça, fez o gol da classificação aos 40 minutos do segundo tempo.

O Oriente Petrolero terá pela frente o Jorge Wilstermann, outro time boliviano, em duelo que definirá possível adversário do Vasco em uma terceira fase, a última antes dos Grupos. O Cruzmaltino estreia na segunda fase encarando os chilenos do Universidad de Concepción, no dia 31 de janeiro, fora de casa.

Universitario 3 x 1 Oriente Petrolero
Ficha Técnica
Local: Estadio Monumental “U” (Coloso de Ate), em Lima
Arbitragem: Esteban Ostojich, auxiliado por Miguel Nievas e Gabriel Popovits (trio do Uruguai)
Gols: Aldo Corzo 8′ 1T, 16′ 2T e Daniel Chávez
21′ 2T (U); Jorge Paredes 40′ 2T (OP)
Cartões amarelos: Benincasa, Daniel Chávez (U); Paredes, Haquin, Mansilla, Roman, Rosales, (OP)
Cartões vermelhos: Rosales, Duk (OP)

Universitario: Raúl Fernández; Aldo Corzo, Horacio Benincasa, Werner Schuler, Jersson Vásquez; Angel Romero (Palomino), Javier Núñez, Roberto Siucho (Adan Balbin);
Paulo de la Cruz e Daniel Chávez e Anthony Osorio (Huamantica). Técnico: Pedro Troglio.

Oriente Petrolero: Alejandro Gomez; Juan Carlos Zampiery; Luis Haquin, Jorge Paredes e Daniel Mansilla; Ronaldo Sánchez (Oliva), Jose Alí Meza, Marcel Roman; Paulo Rosales; Alan Mercado (Yasmani Duk) e Maximiliano Freitas (Gutiérrez). Técnico: Néstor Clausen.

Leave a Reply